Repensar Macaé apoia instalação de termelétricas

Diante do potencial de elevar a oferta de energia, viabilizar a instalação de indústrias petroquímicas e ainda abrir

Diante do potencial de elevar a oferta de energia, viabilizar a instalação de indústrias petroquímicas e ainda abrir espaço para a expansão das atividades de exploração e produção de petróleo e gás na Bacia de Campos, a instalação de quatro novas termelétricas no município é defendida pelas instituições que compõem o Repensar Macaé.
Na última quarta-feira (30), o grupo de empresários macaenses participou da audiência pública realizada pelo IBAMA para analisar os projeto das Usinas Termelétricas Litos 1, 2, 3 e 4 a serem instaladas no CLIMA – Complexo Logístico e Industrial de Macaé.
Na composição do projeto, as quatro termoelétricas terão capacidade de produção de 5274Mw, energia suficiente para abastecer uma população de quase 11 milhões de habitantes.
 Durante a instalação, no pico de obra que dura 6 meses, serão gerados 2.900 postos de trabalho diretos. Já na operação, novos 130 postos de trabalho diretos estarão abertos em Macaé. A prioridade será para mão de obra local.
A geração termelétrica a gás natural cumpre o papel de fonte energética de transição entre as fontes fósseis e renováveis.
Macaé é o principal ponto de recebimento de gás natural do Brasil, sendo fundamental na cadeia logística para suprimento de gás no país.
“São novos tempos para o município, novas oportunidades para o desenvolvimento local e o REPENSAR MACAÉ se faz presente reforçando o seu apoio ao projeto e colocando o empresariado macaense a disposição para contribuir”, destaca Émerson Esteves, do grupo Repensar.
O Repensar Macaé é formado por representantes da ACIM, Comissão Municipal da Firjan, Rede Petro-Bacia de Campos, Federação do Conventions and Visitors Bureau (CVB), Sociedade de Engenheiros do Petróleo (SPE), Sebrae, Associação Macaense de Contabilistas (AMACON), Associação Brasileira das Empresas de Serviços do Petróleo (Abespetro) e Internacional Association of Drillings Contractors (IADC),
Representantes das instituições empresariais participaram de audiência pública

Leave a Comment