Macaé registrou no primeiro semestre deste ano a abertura de 3,4 mil novos postos de trabalho segundo os dados atualizados nesta segunda-feira (2) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). A construção civil é o setor que impulsiona a retomada da economia local, através da instalação de novos empreendimentos.

Apenas em junho, Macaé registrou a criação de 883 novos empregos, um reflexo da nova dinâmica de desenvolvimento local baseada na instalação de novas usinas termelétricas e na construção de empreendimentos ligados ao setor varejista. Neste ano, a Capital do Petróleo foi a cidade que mais gerou postos de trabalho na região, segundo o Caged.
“A retomada da economia de Macaé já é uma realidade. A geração de novos postos de trabalho é o melhor indicador desta nova fase de desenvolvimento do município. E certamente o nosso comércio será ainda mais beneficiado”, aponta o presidente da ACIM, Olavo Pinheiro Júnior.
E o comércio também já foi impactado de forma positiva por essa nova dinâmica da economia local, registrando a geração de 240 vagas de emprego neste ano. A construção civil foi capaz de abrir, de janeiro a junho deste ano, mais de 2,8 mil novas vagas em Macaé. O segundo setor a gerar o maior número de empregos foi a indústria, com 425 vagas criadas.

 



Incentivos ao desenvolvimento do comércio local, através do apoio aos empresários para utilização de ferramentais digitais como estratégia de vendas, pautou a reunião geral da ACIM realizada na noite desta quarta-feira (28).
A nova formatação de um convênio com o Sebrae, que inclui o retorno físico da instituição a sede da ACIM, foi aprovada pelos diretores durante a reunião.
A partir de agora, as duas instituições irão definir a formação desta nova parceria.
A partir desta nova parceria, a ACIM já apresentou ao Sebrae a proposta de formatação de um curso sobre as novas tendências de vendas pelo Instagram, gratuito para os Associados, uma iniciativa proposta pela diretora de Comércio, Valéria Ribeiro.
“Acredito ser muito importante para os comerciantes locais conhecer essas novas tendências que mudam constantemente. Hoje, o sistema de vendas através das redes digitais é uma realidade para o nosso setor”, destacou Valéria.
Em formato híbrido, com participações virtual e presencial, os diretores celebraram também a conquista da ACIM com a certificação do Programa Turismo Consciente RJ na categoria “Espaço de Eventos”.
Através do programa na estadual, a ACIM reafirma o compromisso de promover encontros e estimular negócios, seguindo os protocolos sanitários de enfrentamento à COVID-19.


A ACIM conquistou nesta semana o selo do programa Turismo Consciente RJ, com certificação na categoria “Espaço de Eventos”. A Associação assume o compromisso de promover encontros e estimular negócios, respeitando os protocolos sanitários de enfrentamento a pandemia da Covid-19.
O programa foi criado pela Secretaria Estadual de Turismo e tem como objetivo incentivar o setor nos municípios fluminenses, promovendo a orientação de empresários e profissionais sobre as práticas necessárias de atendimento ao público, de acordo com as medidas de distanciamento e protocolos de higienização.
A ACIM obteve certificação com base nos critérios estabelecidos de uso do Espaço Empresarial situado no quarto andar do Edifício Armando Borges. As reuniões gerais de diretoria em formato híbrido já são realizadas no ambiente e dentro dos protocolos sanitários.
“Desde o início da pandemia, a ACIM se comprometeu a orientar e auxiliar os nossos associados a seguir os protocolos sanitários, como forma de garantir a proteção de funcionários e clientes, e também por assegurar um retorno mais rápido das atividades econômicas locais. Essa certificação só reforça a nossa estratégia de apoiar todas as ações de enfrentamento a pandemia, respeitando também o funcionamento do nosso comércio”, apontou o presidente da ACIM, Olavo Pinheiro Júnior.



Os diretores da ACIM solicitaram a equipe da gerência da Caixa Econômica de Macaé apoio no atendimento aos empresários locais, especialmente no acesso a programas de linhas de crédito que ajudam a fomentar negócios de micro e pequenas empresas.
Em reunião realizada na quarta-feira (8), o presidente da ACIM, Olavo Pinheiro Júnior e diretores da Associação, apresentaram aos gerentes da Caixa, Heber Martins e Carlos Edy, o pedido de facilitar e otimizar os processos de análise e liberação de créditos, fundamentais a retomada das atividades econômicas locais.
“A Caixa é referência em programas de apoio aos empresários de diversos segmentos que precisam de mais facilidade para obter as linhas de crédito disponíveis. A ACIM é parceira da instituição e se propõe a auxiliar neste trabalho de atendimento às micro e pequenas empresas”, destacou Olavo.
No encontro, o gerente de pessoa jurídica da Caixa, Carlos Edy, apresentou os programas de linhas de crédito disponíveis atualmente para os empresários locais: Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) – Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (FAMPE) –
Fundo Geral do Turismo (Fungetur) Fungetur.
“O nosso compromisso é assegurar que os empresários locais tenham acesso a esses programas de apoio a seus negócios”, destacou.
Já o gerente de pessoa física da Caixa, Heber Martins, garantiu que a Caixa já promove melhorias no atendimento em Macaé, com ampliação de equipes de gerência.
“O nosso principal desafio hoje é o acesso. Temos reforçado a quantidade de empregados dentro da agência e gerentes de unidades. E garantimos que a Caixa é uma alternativa viável de negócios e de apoio aos empresários locais”, afirmou.


A ACIM e o Sebrae estabeleceram nova parceria com objetivo de promover ações de incentivo e apoio aos micro, pequeno e empreendedores individuais de Macaé que atuam em diversos segmentos.
Em reunião realizada na manhã desta quinta-feira (8), o presidente da ACIM, Olavo Pinheiro Júnior, junto aos diretores da Associação, receberam o novo coordenador regional do Sebrae/RJ, Guilherme Reche e reforçaram a importância da parceria entre as instituições na estratégia de resgate das atividades econômicas locais.
“O Sebrae é uma instituição parceira da ACIM por ser a referência para o empreendedor local em apoio e fomento à diversos negócios. Restabelecer essa parceria é um passo importante e garante um novo marco de superação para o empresário local”, destacou Olavo.
Guilherme destacou que a parceria com a ACIM garante ao Sebrae o suporte necessário para continuar contribuindo com o fortalecimento da economia de Macaé.
“Existem muitos desafios, mas acredito que desafios geram oportunidades. O Sebrae tem soluções para diversos produtos que trazem resultados para as empresas. E a nossa proposta é trabalhar em conjunto com a ACIM porque é aqui que estão os grupos empresariais”, destacou Guilherme.
No encontro, a participação do Sebrae nas discussões e iniciativas propostas pelo movimento Repensar Macaé também foi destacada.

1 2 3 10