As operações de crédito foram o tema central da reunião geral de diretoria em janeiro

ACIM inicia movimento “Recuperação do Comércio”

A Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) institui neste ano uma agenda de estudos, análise de dados

A Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) institui neste ano uma agenda de estudos, análise de dados e de encontros com representantes de instituições financeiras, com objetivo de identificar as melhores propostas de linhas de crédito, que sustentam as operações de vendas a vista e parceladas realizadas pelo comércio através de máquinas.

A medida visa definir os melhores critérios de seleção de propostas oferecidas aos empresários locais, que representam hoje a base de todo o sistema que mantém o funcionamento das lojas e empresas de vários segmentos.

“O importante é identificar quais são as melhores margens de juros, tempo de liberação do crédito das vendas e descontos. Precisamos reforçar que essas operações é o que sustentam o movimento do nosso setor. E, por isso, os empresários precisam apresentar as suas condições à instituições financeiras. Não o caminho inverso”, avalia o presidente da ACIM, Francisco Navega.

Entre as principais operações de interesse do setor varejista é a chamada D+2, que propõe a liberação dos valores das vendas efetuadas na modalidade débito em até dois dias.

Propostas como descontos e até taxa zero para vendas a vista ou parcela única, entre outras condições, também serão avaliadas pela ACIM em encontros programados para os próximos meses, com representantes de instituições bancárias.

“Essas operações representam a base do comércio. Definem valores de produtos, volume de estoques, programação de crescimento e até margem de investimento. Vamos buscar as melhores propostas para fortalecer o setor”, afirma Navega.

As operações de crédito foram o tema central da reunião geral de diretoria em janeiro

Leave a Comment